terça-feira, 7 de agosto de 2018

Lisboa

Olá viajantes!
Ano passado tive a oportunidade de conhecer Lisboa, cidade linda demais, com muito charme, muitas ladeiras, mas os elétricos nos salvam, tem muita história e uma gastronomia maravilhosa.

Pontos turísticos

Mosteiro dos Jerônimos: Foi construído no século XVI, de estilo manuelino foi classificado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e foi eleito uma das 7 maravilhas de Portugal.
Está localizado em Belém, bem pertinho dos famosos Pastéis de Belém.
Não abre às segundas-feiras. 
O ingresso está incluído no valor do Lisboa Card.


Fachada do Mosteiro
Dentro do Mosteiro
Muito lindo!

Torre de Belém:
É um dos símbolos de Portugal, foi construída entre 1514 e 1520 em estilo manuelino. Foi construída com o intuito de defesa, mas com o tempo perdeu sua função e foi utilizada como alfândega, sinalização telegráfica e também como farol. Além disso também serviu como masmorra para presos políticos. 
É classificada como Patrimônio Mundial pela UNESCO.
Não abre às segundas-feiras.


Torre de Belém!
Padrão dos Descobrimentos: Também conhecido como Monumento aos Descobrimentos, foi inaugurado em 1960 para homenagear os navegadores portugueses além de retratar alguns dos incentivadoresm poetas, navegantes e outros personagens que fizeram parte desse história.
É possível subir até o topo do monumento para apreciar a vista do bairro de Belém e do rio Tejo.
No subsolo também existe uma sala com exposições.


Padrão dos Descobrimentos.
Mapa que fica em frente ao Padrão dos Descobrimentos onde mostra as rotas dos navegadores portugueses. Bem em frente ao Mosteiro dos Jerônimos.

Palácio Nacional da Ajuda: antigo Palácio Real e monumento nacional desde 1910, foi construído no século XIX. É hoje um museu e conserva a disposição e decoração das salas como eram naquela época. Também é a sede de outras instituições portuguesas relacionadas à cultura e é palco de cerimônias protocolares.
O palácio está localizado no alto da colina da Ajuda de onde se tem uma vista maravilhosa para o rio Tejo.
É possível visitar dois andares do palácio, o térreo (aposentos) e o andar nobre (onde realizavam as recepções de gala).


Do lado de fora do Palácio da Ajuda
Uma das salas.
Salão de jantar.
Castelo de São Jorge
Muito lindo, passeio imperdível, de lá se tem ótimas vistas da cidade. Tem uma espécie de quiosque que vende vinho, então você pode desfrutar da vista com uma taça de vinho. 
De março até final de outubro fica aberto até as 21 horas.

Elevador Santa Justa:
Liga a Baixa ao Largo do Carmo, onde está o Convento do Carmo. Este elevador foi inaugurado em 1902 e hoje em dia é um dos principais pontos turísticos de Lisboa, então se prepare para a fila caso queira subir nele. Chegando lá em cima ainda se pode subir mais por uma escada para ter a vista do topo desta torre. 
Custa 5,15 euros para subir e descer no elevador mas com o Lisboa Card ou o Cartão Viva Viagem (passe de 24 horas de viagens ilimitadas) não precisa pagar para usá-lo.

Convento do Carmo:
Foi quase todo destruído pelo terremoto de 1755.

Catedral da Sé:
Foi construída no século XII mas sofreu algumas remodelações, pois também foi afetada pelo terremoto de 1755. Ela abre todos os dias e a entrada é gratuita. Só se paga para conhecer o Claustro e o Tesouro da Sé.
O elétrico 28 passa bem em frente à ela mas também é possível chegar a pé.
  • Como se locomover:

Lisboa Card vale a pena?
Lisboa card é um cartão que dá desconto em algumas atrações, outras já estão incluídas no valor e tem direito a transporte ilimitado. Você pode escolher comprar esse cartão para utilizar por 24, 48 ou 72 horas.

Ponto negativo: não existe fila rápida para quem usa esse cartão, no Mosteiro dos Jerônimos, tivemos que perguntar para um segurança que nos informou que deveríamos enfrentar a fila gigantesca de quem ainda iria comprar a entrada, porém como eu reclamei ele informou que a outra opção era ir até o museu ao lado e pegar o ingresso, por com esse cartão em mãos ainda temos que retirar um ingresso na bilheteria.

Enquanto que na torre de Belém a maior fila era para quem tinha esse Lisboa Card! Ou seja, a gente compra pensando que vai facilitar porém temos que pegar os ingressos em todas as atrações e a nossa fila acaba sendo a maior, que irônico.
Confesso que nunca havia comprado esse tipo de cartão em cidade alguma, mas imaginava que teria direito a uma fila rápida, já que muitos destes tipos de cartão são vendidos com essa propaganda, até mesmo esse.

Conclusão: na minha opinião, esse cartão só vale a pena para quem vai usar muito o transporte público, que foi justamente a motivo da minha escolha por esse cartão. O desconto nas atrações não é grande.

Transporte em Lisboa:
Os ônibus demoram a passar, alguns tem intervalo de uma hora, os bondinhos (elétricos) não passam até tarde da noite, até as 22 horas mais ou menos, não confie sempre no horário afixado na parada do elétrico pois até um morador de Lisboa nos avisou que não cumprem esse horário.

Jamais entre na Europa por Lisboa!!
Viajamos pela primeira vez com a Tap esse ano, o avião era bom, a comida muito boa, porém a fila da imigração do aeroporto de Lisboa é terrível! Não estão preparados para receber grande quantidade de voos que chegam ao mesmo tempo não. Ficamos mais de 2 horas em pé na fila! Na própria fila tem cartazes avisando quanto tempo falta pra voce ser atendido! O primeiro cartaz que encontramos foi de 90 minutos! A partir deste ponto faltam 90 minutos! Isso que estava escrito, sendo que a fila tava bem maior.

Tem funcionários chamando as pessoas dos voos de conexão para passarem na frente pois senão elas perderiam seus voos!
Um absurdo!

  • Hospedagem:
Fiquei hospedada em dois lugares diferentes:
Primeiro no Hotel Ibis Liberdade próximo à Avenida Liberdade, ótima localização, dá pra chegar de metrô mas tem que andar um pouquinho e parte do caminho é subida (Lisboa é a cidade das ladeiras mesmo). Gostei bastante do hotel, eles servem jantar (não é tão variado mas era ótimo e com preço bom), quarto duplo de bom tamanho e banheiro ótimo.

Depois fiquei em um apartamento que reservei pelo booking que ficava dentro das muralhas do Castelo de São Jorge (parte histórica mesmo) e adorei, era uma gracinha, só o box do banheiro que era bem apertado mas tudo bem.



sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Parque Xel-há - Riviera Maia, México

Olá viajantes!

Outro parque ecológico bem legal pra conhecer na Riviera Maya é o Parque Xel-há!

Ótimo para quem está em Cancún ou Playa del Carmen.

É no estilo do parque Xcaret porém é um pouco mais simples e com maior contato com a natureza. Para ele você pode reservar metade do seu dia.



Xel-há

Como chegar: o parque está localizado à 110 km ao sul de Cancún e à 9 km ao norte da zona arqueológica de Tulum. Pode contratar o serviço de transporte do parque, que é muito bom; chegar de carro, o estacionamente é gratuito, ou de ônibus da empresa ADO desde Cancún ou Playa del Carmen.

O parque abre todos os dias do ano de 8:30 até 18:00.



Parque Xel-há
O melhor é que a comida está incluída no ingresso básico e você pode comer quantas vezes quiser em quantos restaurantes quiser. Tem café da manhã, almoço e lanche. Tem restaurante com comida internacional, tem hamburguer, sorvetes, enfim, tem de tudo.


Um dos restaurantes do parque
Dentro do parque existem lojas onde é possível comprar lembrancinhas e até itens de farmácia.

A máscara e o snorkel estão incluídas no ingresso também, assim como qualquer armário (locker) do parque.



Nadando no rio
Os peixinhos
Assim como em Xcaret, é vendido um pacote para fotos que são tomadas por câmeras que estão espalhadas por vários pontos estratégicos do parque. No entanto, eu aconselho que leve a sua própria câmera, caso tenha uma câmera a prova d'água.


Uma das câmeras do parque
  • Atividades incluídas no ingresso:

Rio subterrâneo: Nade no rio com a ajuda de um snorkel e máscara ou então flutue na bóia ou faça os dois. Eu fiz os dois. 


Relax
Cenotes: explore cenotes dentro do parque mesmo.

Tirolesa sobre o rio.



Desculpa a qualidade da foto mas essa é a tirolesa
Ponte flutuante: essa ponte liga dois pontos do parque e fica balançando conforme o movimento das águas. Mas dá pra passar tranquilamente por ela, desde que não esteja balançando muito.

Muralha Maia: vestígios de uma importante cidade maia dentro do parque.


Passeio de bicicleta: pode passear de bicicleta no meio das árvores, no caminho que leva até a entrada do rio subterrâneo.



Deve ser algo como isso aqui ou de terra
Nesse parque também tem as atividades opcionais assim como o parque Xcaret.

  • Atividades opcionais, pagas à parte:

Seatrek; Nado com golfinhos; Snuba na praia; Snuba no cenote; Encontro com raias; Spa; Temascal; Adrenalina Xel-há, entre outros.


Mais um pouquinho do parque
Você pode combinar esse passeio com as ruínas de Tulum e a ida à praia.
Ao comprar o ingresso pelo site, você pode escolher se quer fazer esses dois passeios juntos ou se quer fazer um em cada dia e pode solicitar o transporte oficial do parque.

Claro que se for combinar esses dois passeios para o mesmo dia, a visita à Tulum fica um pouco corrida e não dá tempo de aproveitar o mar. Mas é uma opção para quem não quer alugar carro na região.

Visite o site do parque para ver todas as atividades existentes: http://es.xelha.com/

Vídeo do parque no meu canal do youtube: 


Espero que o post tenha ajudado vocês.
Qualquer dúvida me escreva nos comentários.

Boa viagem!!

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Tenho melasma e agora?

Olá pessoas, tudo bom?

Hoje vim contar pra vocês um probleminha que descobri faz pouco tempo, tenho as temidas manchinhas no rosto, que se chamam melasma. Mas calma, não é o fim do mundo. Reparei nessas manchas já tem um tempo mas achei que eram sardas, só em janeiro que notei outra mancha mas que ainda estava tão clara que mal a via, passou-se um tempo e a correria do TCC e fui viajar. No fim da viagem a tal da mancha já estava escura devido a maior exposição ao sol! Foi então aí que me apavorei e voltando de viagem corri pra marcar uma consulta com uma dermatologista pois agora sim estava me incomodando.


Conclusão, havia realmente desenvolvido melasma e agora o cuidado com a pele deveria ser redobrado. Levei uns 3 dias pra comprar o primeiro produto (clareador) e nesse meio tempo fui pesquisar na internet, pra quê? Vi relatos de mulheres que sofrem com isso a anos, de algumas que tiveram que testar vários produtos até achar o ideal para seu melasma e fiquei achando que isso poderia acontecer comigo também. Acabei usando o primeiro produto sozinho pois o segundo ainda não estava pronto, usei umas 3 vezes apenas e pareceu que escureceu mais ainda a mancha, aí pronto, pensei que esse já não serviria pra mim. Suspendi o uso e esperei mais uns 2 dias até ir buscar o outro gel, e ao reler a receita, vi que a dermato falou para usar os dois produtos juntos, ufa! Descobri o que deu errado.

Na pressa de já começar o tratamento, comecei errado e me assustei. Mas agora utilizando certinho, já vi o resultado no terceiro uso! Parecia um milagre. Porém, esse milagre só aconteceu na mancha mais recente. Felizmente, as minhas outras manchas são pequenas e claras, não me incomodam, então não tenho problema em esperar mais tempo para que elas desapareçam.

Resolvi escrever para tranquilizar quem descobriu recentemente esse probleminha (que pode fazer um estrago na nossa auto estima) mas que apesar de não ter cura, tem remédio. Tem gente que pode ter sorte e se dar bem logo de cara com o primeiro produto que a dermato passou e se fizer tudo direitinho vai conseguir clarear as manchas! Infelizmente, outras pessoas já levam mais tempo para obter resultados, mas seguindo as informações da sua dermato e fazendo tudo como ela passou vai conseguir também, talvez tenha que trocar de produto até achar o ideal para sua pele. Mas não desista!


Tem gente que pode ficar com a pele vermelha no começo, eu fiquei, mas logo a pele melhorou, porém não tive coceira, ou seja, só ficou vermelho mesmo mas não incomodou fisicamente. Então hidratei bem a pele pois ela dá uma ressecada e descasca, que é a renovação celular que o produto promove até mesmo para ajudar na ação do clareador, pelo que entendi.

  • Lembrando, que é essencial o uso do protetor solar, de preferência acima de 50 FPS! 
Um protetor solar com cor seria melhor ainda, pois pelo que minha dermatologista falou, o protetor solar com cor protege mais, pois é uma barreira física também. Além de esconder as manchinhas indesejadas não é mesmo?!
Então abuse do protetor e pode abusar da maquiagem também.


Meu protetor solar
Pode ser chato para quem não tem paciência de passar maquiagem, por isso o protetor solar com cor já ajuda bastante. Eu não tenho paciência mas agora passei a usar mais maquiagem, por necessidade mesmo, com o tempo você se acostuma.

Ps. Como não sou médica não coloquei nome de nenhum produto aqui, só poderia falar o que vem funcionando para a minha pele, mas isso não te ajudaria, apenas te daria uma idéia, e você teria que perguntar na consulta com um dermatologista.


Se quiser contar seu relato ou tiver alguma dúvida, pode escrever nos comentários, sou nova nesse assunto e só quis dar uma força, não posso recomendar produto nenhum para ninguém!


Beijos!



sexta-feira, 8 de julho de 2016

Parque Xcaret - Riviera Maya, México

Olá pessoal!

Uma das atrações de Cancún, Playa del Carmen e toda aquela região da Riviera Maya, é o parque ecológico Xcaret. O parque une as belezas naturais do México e sua rica cultura em rios e diversos espetáculos que ocorrem ao longo do dia pelo parque, além de oferecer opções gastronômicas variadas.


O parque está localizado junto ao mar, a 74 km de Cancún e a 6 km de Playa del Carmen.

  • Como chegar: 

Podem ir de carro, pois o parque possui estacionamento gratuito.

Podem tomar um ônibus que sai do terminal: em Cancún na Av Uxmal ou em Playa del Carmen na 5a Avenida.
Também é possível contratar o transporte do próprio parque ao comprar a entrada com antecipação. Observe se esse ônibus passa pelo seu hotel ou então qual o local mais próximo para você esperá-lo.
Lembrando que o ônibus do parque chega ao parque mais tarde, por volta das 10:00 ou 10:30.


Ônibus do Parque Xcaret

O parque abre de 08:30 às 22:30, para aproveitar ao máximo, recomendo que reserve um dia inteiro para esse passeio.

Nele você pode escolher entre 3 rios subterrâneos para explorar: o rio Maia, o rio Azul  e o rio Manatí. Quando você compra o ticket você escolhe qual o seu pacote, se você vai pagar por um armário (locker) para guardar suas coisas ou não, se você vai comprar o ticket que inclui almoço ou não. No parque, caso queira máscara e snorkel, terá que alugar ou deixar 10 ou 20 dólares, que serão reembolsados depois.


Rio Maia
Tem várias apresentações ao longo do dia espalhadas pelo parque, recomendo que tentem ver pelo menos uma delas. 

Dança pré-hispânica
  • Atrações do parque incluídas no ticket:

Rio Paraíso: você percorre o rio em um barquinho bem simples e passa por alguns túneis, vê araras e outros animais pelo caminho.


Rio Paraíso
Araras no percurso do rio Paraíso
Capela de Guadalupe:

Zonas arqueológicas: onde esteve assentada uma comunidade maia dedicada ao comércio marítimo e foi um importante porto de navegação.
Zona arqueológica
Pueblo Maya: réplica de um antigo povoado maia.

Rio Maia
Cerimônia ritual de Voladores: uma apresentação bem legal, que também ocorre no show do México Espetacular. 



Tartarugas marinhas: é possível observar tartarugas em um dos caminhos pelo parque.



Museu de Orquídeas e Bromélias:




Aviário: O aviário do parque é o resultado de anos de investigação, onde criaram hábitats naturais que permitem o desenvolvimento de mais de 1500 aves. Criaram programas de conservação e reprodução das espécies que estão em perigo de extinção.

Mas também encontramos araras por todo o parque:



Uma "prainha": pode nadar, relaxar na bóia ou brincar de atravessar numa corda.




Apresentação México Espetacular:


Show
Além de um cemitério mexicano, um aquário, museu de arte popular mexicana e uma torre que de lá de cima você pode ter um vista espetacular da região, entre outras atrações.

  • Atividades opcionais:

Existem atividades extras que você tem que pagar a mais, pois são um diferencial.

São elas:
Seatrek: é muito bacana, você usa uma espécie de capacete e pode respirar tranquilamente embaixo d'água! Pois não molha o rosto e é algo bem diferente. No seatrek você faz um passeio no fundo do mar, você anda a 6 metros de profundidade! E é possível ver vários peixinhos, com sorte até tartarugas e raias, pois essa parte do parque é aberta, ou seja, é aberta ao mar, onde cada grupo de pessoas anda segurando em uma espécie de corrimão, e vários mergulhadores do parque acompanham o grupo para checar se está tudo bem. 
Peixinhos simpáticos no Seatrek

Lembrando que o capacete é bem pesado, e que não se deve abaixar a cabeça para não entrar água, antes de entrar eles explicam todos os sinais que devemos fazer caso tenhamos algum problema ou caso perguntem se está tudo bem. A profundidade máxima da região é de 7 metros. A atividade dura 30 minutos.


No Seatrek
Adrenalina: é um passeio, para os mais aventureiros, em uma embarcação veloz pelas águas do mar do caribe. Essa embarcação navega a uma grande velocidade por cima das ondas e gira 360º. Esse passeio dura 45 minutos.

Adventure kids: uma atividade especial para crianças entre 4 e 12 anos, para que aprendam sobre a natureza enquanto se divertem. Conhecerão pequenas raias em uma laguna natural. Essa atividade dura 40 minutos e um adulto deve acompanhar e vigiar a criança porém não participará.

Nado com golfinhos: onde você pode cumprimentar, beijar e nadar com golfinhos. Eu não recomendo essa interação. Atrações com animais são delicadas, e é preciso analisar bem para saber se o bem estar do animal não é comprometido. A atividade dura 45 minutos, sendo 15 minutos de instrução e 30 minutos de interação. Não é possível pagar por esta atividade na chegada ao parque.

Nado com tubarões: aprende um pouco mais sobre essa espécie, conversam sobre a preservação dos tubarões. Também não recomendo interação com tubarão devido a estresse ao animal. A atividade dura 50 minutos.

Temascal: você pode purificar-se vivenciando um antigo ritual mexicano. Este ritual unifica os 4 elementos em um processo que inclui vapores de ervas aromáticas, que são criados pela interação da água fria sobre as pedras vulcânicas. A atividade dura 1 hora.

Entre outras atividades que você pode conferir no site do parque Xcaret.
  • Para todas estas atividades opcionais, você tem que reservar seu horário no momento de sua chegada ao parque.
E principalmente, recomendo que assistam a última apresentação do dia, que é o show do México Espetacular, que conta um pouco da cultura de cada pedacinho do país. É muito bonito, começa às 19h e acaba as 21h. 




As atrações aquáticas do parque se encerram justamente pouco antes do show, às 18h ou 18:30, então não tem desculpa para não vê-lo.  Se você comprar o ticket com o transporte incluído, o último ônibus sai do parque às 21:30 para que todos possam ver o espetáculo. Entretanto, tem um ônibus que sai antes, por volta de 18:30 para quem não quiser ficar para a última apresentação.

Se você compra o ticket plus, já está incluído o almoço do tipo buffet em um dos 5 restaurantes do parque, você só pode ir a um restaurante e apenas uma vez, porém pode comer o quanto quiser.
Tem restaurante com comida mexicana ou comida internacional. 


Meu almoço no restaurante La Laguna

Com esse ticket você tem direito de usar o armário da zona plus para guardar seus pertences que não podem molhar, porém você também pode guardar seus pertences em uma bolsa que eles colocam cadeado e que lhe é entregue no final do percurso do rio. Aconselho colocar chinelo e uma saída de praia ou roupa que queira usar depois de percorrer o rio. O que você guardou no locker, você provavelmente só pegará mais tarde para não perder tempo.

Para quem gosta de tirar fotos, é bom ter uma câmera apropriada para tirar fotos embaixo d’água ou alguma proteção para o celular (exceto se for no seatrek, onde você mergulha até 5 ou 6 metros e não é recomendado utilizar celulares a essa profundidade). 

No entanto, o parque vende um pacote de fotos, mas o preço é bem salgadinho. Ao longo do parque você encontra câmeras onde pode tirar as fotos que o parque fornece.

Uma das câmeras do parque

  • Como comprar: 

É possível comprar a entrada através do site: http://www.xcaret.com.mx/ utilizando o paypal.
A vantagem de comprar pela internet é conseguir desconto por comprar com antecedência, apesar de estar sujeito a variação climática.
Também é possível comprar sua entrada diretamente no parque, ou com alguma agência de viagens. Na quinta avenida em Playa del Carmen, existem muitas agências oferecendo vários passeios.

Importante: Leve seu protetor solar, mesmo sendo proibida entrada com protetores que contenham substâncias que causam danos ao meio ambiente. Na entrada do parque existe um quiosque onde você deixará seu protetor solar e eles te passarão um sachê com protetor solar biodegradável. No final do dia você pode buscar o seu protetor nesse mesmo local.


Deixe seu protetor solar aqui

Vídeos do Parque Xcaret em meu canal: 



Qualquer dúvida deixa aqui nos comentários.
Boa viagem!

sábado, 14 de maio de 2016

O que fazer em Cancún ou Playa del Carmen - México

Você pode aproveitar as praias, que são uma delícia, temperatura excelente mesmo, além de fazer vários passeios pela região, como ir aos parques ecoturísticos Xcaret ou Xel-há ou ao parque que é mais de aventura: Xplor. 
Ir a Isla Mujeres que está mais próxima de Cancún ou ir a Cozumel, ilha que está mais próxima de Playa del Carmen. Assim como conhecer as ruínas maias da região do Estado de Yucatán, como Chichén Itzá e Tulum.


Praia em Playa del Carmen


Se você curte uma cidade mais tranquila se hospede em Playa del Carmen, como eu fiz.

Aproveite para caminhar na Quinta Avenida de Playa del Carmen, onde tem bastante comércio que vai desde lojas de marcas até grandes e pequenas lojas de lembrancinhas e artesanato, também têm várias agências de viagens vendendo pacotes turísticos e até um shopping muito bonito, além de vários restaurantes e bares com comida típica ou internacional. 

Quinta Avenida
Loja na 5a avenida


Cenotes:
Cenotes são um tipo de cavernas, podendo ser abertos,  semi-abertos, subterrâneos ou em gruta. Apresentam águas subterrâneas o que torna o ambiente lindíssimo. Os cenotes mais antigos são os que já estão completamente abertos. 

Em alguns dos cenotes, os maias realizavam rituais de sacrifício.
Mas não se assuste, um cenote é muito lindo e você pode nadar nele, portanto vale a pena ser visitado. O melhor é alugar uma máscara e um snorkel para poder apreciar bem e ao pagar a entrada, eles te passam um colete salva-vidas.


Entrada do Cenote Zaci
Cenote Zaci

Recomendo os restaurantes:


- Karen’s Seafood Steak House & Pizza - Restaurante mexicano mas também com comida internacional.


Filé de pescado

- EatItaly by Il Baretto - Buffet Italiano e pizzaria, tem uma sala de recreação para crianças.


Restaurante Il Baretto

Transporte do Aeroporto para Playa del Carmen:

Caso queira economizar: 

Existe um ônibus da empresa ADO que faz esse trajeto e custa 162 pesos mexicanos a ida e 162 a volta. 

Ou contrate um transfer ou tome um táxi até o seu hotel.


  • Compramos todos os passeios pela internet ainda no Brasil, compramos no site das próprias atrações pois tem desconto ao comprar com pelo menos 20 dias de antecedência.


Atividades:


Decidimos ir nos parques Xcaret e Xel-há pois os dois nos chamaram a atenção e não pudemos escolher. 


No rio Paraíso em Xcaret

Rio Maia em Xcaret


Vídeo do passeio em Xcaret:



No entanto, combinamos o passeio a Xel-há com o passeio a Tulum, compramos o ticket para ir nos 2 lugares no mesmo dia.


Ruínas Maias de Tulum

E também compramos o passeio para conhecer as ruínas de Chichén Itzá, o cenote Zaci e a cidade de Valladolid.


Chichén Itzá
Igreja de San Servacio em Valladolid
  • Nos próximos posts falarei sobre cada passeio e o que achei que vale a pena fazer em 4 dias em Playa del Carmen.


Qualquer dúvida, comente aqui embaixo.

Espero que tenha ajudado.
Boa Viagem!

Visualizações